Denúncia de atendimento médico no HSS é tema da Tribuna Livre

por Assessoria de Comunicação publicado 06/10/2021 16h45, última modificação 07/10/2021 09h03

No uso da Tribuna Livre na reunião Ordinária da terça-feira (05), Thiago Sant’Anna denunciou o mau atendimento que sua esposa recebeu no Hospital São Sebastião (HSS) praticado pelo médico Celso Luiz Covre Júnior. O participante recebeu o apoio e solidariedade dos parlamentares ao longo da reunião.

Thiago relatou que sua esposa estava com muita dor, sendo medicada duas vezes com morfina, mas o médico optou por conceder alta hospitalar à paciente. ‘’Minha esposa não aceitou o pedido de alta e solicitou que o médico fizesse uma declaração assumindo a responsabilidade de liberá-la daquela forma. Ele não gostou dessa conduta e a partir daí começou com atitudes machistas e covardes com a paciente’’, relatou Thiago.

Ele ressaltou que ‘’a princípio minha denúncia é contra o atendimento desse médico. Eu gostaria de pedir que fosse feito uma avaliação do que aconteceu, inclusive se houve alguma negligência do hospital nesse sentido. O médico não avaliou minha esposa, não tocou e nem fez os exames clínicos, mas ele estava convicto em apostar a vida dela numa sorte e num palpite de que não era nada’’.

Por fim, Thiago relatou que ligou para a polícia e nesse momento foi injetada a medicação às pressas em sua esposa para que não fosse pego o flagrante, e tal situação acabou deixando hematomas no braço da mesma. Outro cirurgião responsável do hospital fez o exame de tomografia na paciente, mais de 24 horas depois que a mesma já tinha começado a sentir as dores, e foi constatado apendicite. 

O Presidente da Casa, Vereador Edenilson Oliveira (PSD), solicitou que fossem tomadas providências e atuações a partir da Comissão de Saúde e Assistência Social e da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Prevenção e Segurança Pública da Câmara Municipal.

O Vereador Sérgio Marota (PSL), Presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social, expôs que foi ao hospital no momento do acontecimento para acompanhar o que estava acontecendo. ‘’Estive no local conversando com vários enfermeiros, mas infelizmente não tive oportunidade de conversar com o médico. É importante ter essa denúncia na Casa Legislativa porque ficamos preocupados em pensar como outras pessoas que não tem influência e não sabem dos seus direitos podem passar por essas situações e acabar morrendo. A Comissão de Saúde e Assistência Social vai abrir uma investigação para esclarecer de forma clara e justa o que aconteceu, e punir os responsáveis para que isso não volte a acontecer novamente’’, disse o parlamentar. 

A Vereadora Jamille Gomes (PT), membro de ambas as comissões, se solidarizou com a situação vivida pelo cidadão e disse que ‘’é necessário pensar um mecanismo de uma ouvidoria externa em relação aos hospitais de Viçosa, para apurar essas denúncias de mau atendimento. Algum instrumento para obter esses dados e como apurar o que ocorreu. Espero que o hospital tome as devidas providências’’. 

Robson Souza (Cidadania), Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Prevenção e Segurança Pública, parabenizou em sua fala o participante da tribuna pela coragem e pontuou que coloca a Comissão à disposição para realizar reuniões e apurar o caso.

Por fim, Marco Cardoso (Marcão Paraíso) (PSDB), membro da Comissão, reforçou a importância de esclarecer todo o ocorrido. ‘’É necessário dar um retorno, não somente ao Thiago, mas a toda a sociedade viçosense porque isso jamais poderia ter acontecido. Já venho recebendo algumas reclamações de mau atendimento dentro dos hospitais. As pessoas muitas vezes têm a urgência de serem consultadas e terem um retorno rápido porque correm risco de vida e devem ser tratadas com seu devido valor’’, disse. 

* texto da estagiária Melina Matos sob a supervisão de Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments