Campanha do Outubro Rosa é lançada na Câmara

por Assessoria de Comunicação publicado 06/10/2021 17h15, última modificação 07/10/2021 09h57

Marcando a primeira reunião Ordinária do mês de outubro, os vereadores da Casa Legislativa comentaram sobre o 'Outubro Rosa', uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e câncer de colo do útero.

O Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990 e a data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuindo para a redução da mortalidade. Segundo o Instituto Oncoguia, diagnosticar o câncer precocemente aumenta significantemente as chances de cura, sendo que 95% dos casos identificados em estágio inicial têm possibilidade de cura. 

O Presidente da Casa, Vereador Edenilson Oliveira (PSD), exibiu a arte de divulgação promovida pela Câmara de Viçosa. ‘’Assim como todas as outras causas, a Casa abraça mais essa pauta. Sabemos que a prevenção é muito importante. É relevante salientar, e fica como um pedido meu, que há dois anos atrás infelizmente muitas mulheres deixaram de ter o acompanhamento, porque não tinha exames para ser feito. A Prefeitura naquele momento deixou várias mulheres sem atendimento e assim esperamos que não venha a acontecer novamente. Tomara que todas as pessoas que procuram suas unidades básicas de saúde e os hospitais tenham a oportunidade de trabalhar a prevenção contra o câncer de mama’’, disse Edenilson.

O Vereador Cristiano Gonçalves (Moto Link) (Solidariedade) também pontuou sobre a importância da campanha e da prevenção ao câncer. ‘’O movimento, de abrangência internacional, visa também a disseminação de dados preventivos e ressalta a importância de olhar com atenção para a saúde, além de lutar por direitos como atendimento médico e o suporte emocional garantindo um tratamento de qualidade’’, pontuou.


* texto da estagiária Melina Matos sob a supervisão de Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments